O Blog mais escondidinho de todos os blogs. Aquele que fica algures perdido na arrecadação dos fundos. A onde dou asas à minha imaginação (III)

.posts recentes

. A Ponte do Sol XVIII

. A Ponte do Sol XVII

. A Ponte do Sol XVI

. A Ponte do Sol XV

. A Ponte do Sol XIV

. A Ponte do Sol XIII

. A Ponte do Sol XII

. A Ponte do Sol XI

. A Ponte do Sol X

. A Ponte do sol IX

.arquivos

. Janeiro 2010

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

Sábado, 4 de Outubro de 2008

A Ponte do Sol I

Olá! Finalmente consegui acordar a minha veia literária (que estava um bocado dorminhoca) a coisa custou a arrancar mas lá consegui. Depois parecia uma torneira aberta. Ideias a fervilhar e a brotar do nada, mas tive que me decidir apenas por algumas. Surgiram alguns projectos ambiciosos, mas ficarão para outras histórias, porque ainda estou enferrujada. Espero que gostem. eu tenho-me divertido bastante, pois consigo sempre imaginar a história como se ela se desenrolasse na minha frente. 

Alguns aspectos são baseados na minha própria experiência de vida, directa ou indirecta (mas muito poucos, isto não é nenhuma autobiografia, longe disso!).

Bem aqui vai e seja o que vocês quiserem. LOL

 

A Ponte do Sol

 

Capitulo I

 

O mar estava sereno. As águas limpidas tomavamum tom alaranjado e brilhavam como pequenos diamantes sob os últimos raios de sol. O dia inha estado quente, pelo que se avizinhava uma noite de Verão tranquila. Leonor estava sentada na areia da praia a contemplar aquele, que lhe parecia, o instante em que tudo na terra tinha deixado de se mover. Apenas sentia a brisa suave que vinha do mar e lá longe, bem longe, chegava-lhe o som das ondas que, decemente, tocavam na areia, levando com elas as marcas deixadas pelas gaivotas. Ma os seus sentidos estavam todos concentrados naquela visão única em que o Sol se deitava e a Lua surgia no horizonte.Era um daqueles momentos raros em que os dois amantes, destinados a viverem separados para sempre, conseguiam, por breves instantes, quase tocarem-se. A Lua corava ganhando a cor do seu amante Sol, enquanto se elevava no céu sussurrando-lhe palavras de amor. Leonor estava completamente absorta naquela declaração de amor quando foi abruptamente interrompida pelo som de um navio de carga que se preparava para se fazer ao mar. O som do navio a partir truxe-a bruscamente para a realidade e consultando o seu relógio verificou, com agrado, que ainda lhe restavam pelo menos trinta minutos.

O Sol escondeu-se e a Lua empalideceu novamente. Estava na hora...

 

*

Leonor acordou com o despertador a marcar 07:00h. Desligou-o, deu meis volta e fechou novamente os olhos. Ele tornaria a tocar daí a 10 minutos - quando voltou a olhara para o relógio este já marcava 07:30h

- Bolas! Já estou atrasada! Praguejou Leonor dando um pulo da cama. Tinha de estar na Faculdade às 08:00h e ainda tinha de enfrentar a hora de ponta infernal.

Tomou um duche rápido e saiu de casa a correr. O Metro, como sempre, estava cheio de gente e Leonor lá teve que comprimir-se contra aquela amalgama de gente que tiravam o sono a qualquer um. Aquelas conversas desenfreadas logo pela manhã, acompanhadas da palete de odores corporais, pareciam um pesadelo.

Por fim, conseguiu chegar e foi direita à sala. Bateu à porta e entrou.

- Acha que isto são horas de chegar?!

-Mas só estou atrasada 10 minutos Sr. Professor...

- Pois é, mas já está a interromper a minha aula que, por acaso, começou há 10 minutos!

- Desculpe... Balbuciou Leonor sentando-se ao fundo da sala. Conseguia ouvir os risinhos e comentários em sordina. Só queria tornar-se invisivel. Não conseguia perceber porque é que o Professor Raul estava sempre a implicar com ela.

O Professor Raul era um homem alto, moreno, e bem constituido. Apenas tinha 29 anos e muitas alunas suspiravam por ele ao vê-lo passar nos corredores. Mas era super exigente e nem todos conseguiam aguentar a pressão. Leonor só ali estava porque ele era o melhor dos melhores em Egiptologia; uma disciplina que desde sempre a fascinara.

Finalmente a aula terminou e enquanto a maioria da turma abandonava a sala, formava-se o habitual  grupinho à volta do Professor Raul a solicitarem que este autografasse o "Dicionário de Egiptologia" onde ele costumava escrever o nome da pessoa com hieroglifos. Era o delírio! A histeria das raparigas ficava ao rubro ao contemplarem o seu nome desenhado pelo professor.

Leonor saiu da sala  e juntou-se ao seu amigo Gonçalo.

- Não percebo o que é que o raio do homem tem contra mim. Não era preciso nada daquilo... Ainda por cima temos direito a 15 minuos de tolerância. O homem é mesmo idiota!

- Acho que ele tem um fraquinho por ti! - Comentou Gonçalo rindo-se. -  Ele só faz isto contigo, sem falar que  leva a aula inteira a olhar para ti.

- Deixa de ser parvo. Cortou Leonor, mudando rapidamente de assunto.

 

 

sinto-me: Finalmente uma história
publicado por _^ANGIE^_ às 12:53
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Just_Smile a 4 de Outubro de 2008 às 18:41
Finalmente estás a escrever uma história^^
Está muito gira, adorei o inicio com o romance da lua com o sol; mas concordo com o gonçalo, cá para mim vai haver romance entre o professor Raúl e a Leonor.
Gostei muito querida, espero por mais um capítulo^^
De _^ANGIE^_ a 5 de Outubro de 2008 às 10:47
Oh! Muito Obrigada
Já tenho uma boa parte da história escrita. No início estava a gostar bastante, mas agora stou naquela fase que já não sei. Umas vezes parece que está a avançar muito depressa, outras parece que ando a enrolar. Mas pronto, é a primeira têm de dar um desconto. Mas ainda vêm por aí muitas surpresas.

Jokitas
De jabeiteslp a 5 de Outubro de 2008 às 19:24

gostei de ambas as partes
ligadas e concebidas
uma de nostalgia
outra de um dia a dia
que no quotidiano
de uma Leonor pela frescura
no amor
vai segura


dos calhaus da Covilhã
bjo e mais uma
( sortudo o Raul )
parabens

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds